ao som do álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles

Eu, Papa Laurêncio Nobélio Mendelévio, alterego do por enquanto falecido reverendo Beraldo, andei lendo os textos dessa Cabala Discordiana, e cheguei à conclusão de que ela não é bem uma Cabala Discordiana! Hora, onde estão os textos religiosos, os ritos, e todo esse tipo de coisa?

Pois bem. Eu, autodeclarado papa, em minha Episcopal Autoridade, declaro que algumas coisa vão ter que mudar, ah vão.

E vou começar criando Recomendações Altamente Discordianas, de modo que todo Verme Dourado que visitar essa cabala se torne um pouco mais dourado. Hoje, portanto, vou escrever sobre a Maldição do Peru.

A Maldição do Peru

A Maldição do Peru funciona. É fundamentada firmemente no fato
que Caracinza e seus seguidores requerem um ajuste anerístico
para funcionar e que uma introdução oportuna de vibrações
erísticas neutralizará a sua fundação. A Maldição do Peru é
projetada para contratacar somente vibrações anerísticas
negativas. Se introduzida em um ajuste anerístico neutro ou
positivo (como um poeta fazendo rimas com palavras) se mostrará
sem efeito, ou na pior das hipóteses, simplesmente
aborrecedor.Não é projetado para uso contra vibrações erísticas
negativas, embora possa ser usado como um veículo erístico para
introduzir vibrações positivas em um ajuste erístico.Nesta
instância, estaria a responsabilidade do Mágico Érisiano para
fabricar as positivas vibrações se resultados serão alcançados.
PRECAUÇÃO – toda a magia é poderosa e requer coragem e
integridade por parte do mágico.Isto ritual, se abusado, pode
sair pela culatra. Motivação positiva é essencial para
autoproteção.
(Principia Discordia, página 00064)

Imagine você, ó homem de fé, Verme Dourado, Discordiano dos Discordianos, Papa dos Papas, numa Situação Altamente Séria, diante de Caracinzas.

O que fazer?

Ora, executar a Maldiição do Peru, que é Muito Simples. Posicione-se de forma que achar conveniente de modo a enfrentar o caracinza em questão. Sinta todo o seu Poder de Neutralização. E, entoe, entre o entoar mântrico e o cantar:

GLUU GLUU GLUU GLUU GLUU!

Segundo o Principia Discordia e Minhas Experiências Pessoais, “os resultados serão imediatamente aparentes”.

Espalhe a palavra!

Anúncios

ao som de Singing in the Rain, na voz de Frank Sinatra, repetidas vezes, para dar o clima

Estava navegando como de praxe pelos blogs, quando me deparei com algo assustador no Manual Prático de Delinquência Juvenil.

Aqui não tem terremoto. Aqui não tem revolução
Exercício: ligue os pontos

1. A petrobrás descobre mais uma reserva gigante de petróleo na costa brasileira, o que fará do Brasil uma das maiores potências exportadoras de petróleo do mundo.
2. O maior porta-aviões do mundo, pertencente ao exército americano, atraca no RJ na segunda-feira, 21 de abril. Segundo o divilgulgado pela imprensa, serão realizados vários exercícios de guerra anti-submarino, de superfície e antiaérea.
3. Um terremoto de 3 segundos de duração ocorre no litoral brasileiro, cujo epicentro foi no mar, a 215km da costa.

Algum conspirólogo por aqui é capaz de ligar os pontos?

E é claro que eu, conspirólogo nato, tenho minha própria versão da verdade (teoria é para fracos). Consultei minha glândula pineal, e A Deusa me disse as Coisas que Podem Mudar o Mundo.

CUIDADO! Continuando a leitura a partir daqui você estará sujeito às Grandes Verdades, que podem fazer mal para caracinzas, repolhos, acéfalos e parnasianistas.

O Trípodi Os tripods, devido ao tempo ao qual ficaram expostos à pressão no fundo do oceano, acabaram dando margem a escapar petróleo; daí a descoberta da reserva. Quando o Exército foi averiguar (eles fazem parte dos investimentos da Petrobras, podem crer! Mas não contem para ninguém…), descobriram as máquinas extraterrenas, e então ligaram pro Bush. O filho. Afinal, todo mundo sabe que as únicas duas funções de um presidente nos EUA são as relações exteriores e o comando do exército nacional.

Anyway, os marcianos acordaram e estão preparando os tripods. Essa será a nossa primeira Guerra Interestelar, que vai nos lançar no Nova Aeon de Jesus Sorridente, com o fim do cristianismo (sério – John Lennon era um “deles”, e por isso previu o fim do kkkatolicismo e demais seitas) e a ascensão do discordianismo.

Como? Ora, discordianos têm o Conhecimento Oculto Arcano Eresiano. Vamos fazer criadouros da dengue, infectar os mosquitos, e estes darão conta dos carinhas de Marte, que não são verdes, mas marrom-alaranjado-Ubuntu. No fim vai ter uma grande orgia (degustativa!). Isso (mais a orgia que o fim dos tripods, pra ser sincero) fará com que o discordianismo seja mundialmente aceito.

Para quê temer o futuro, então? Eu digo que vai estar na ora de mudar de religião. Mas isso é outra história.

Biblioteca da Cabala

19 abril, 2008

Eu abri a página da Biblioteca da Cabala. Lá vou colocar vários textos discordianos. Quem tiver alguma coisa que quiser colocar aqui, pode mandar pra mim pelos contatos que você encontra aqui na Cabala. Por hora, coloquei poucos títulos, mas só coisa boa:

Principia Discordia em inglês

Principia Discordia em português

Thundercats, GO #00001

A Seminovosofia do Polipensar

Era das Conseqüências – A Batalha de Learsi

1001 Gatos de Schrödinger Volume Um

TAZ – Zona Autônoma Temporária

CAOS – Terrorismo Poético e Outros Crimes Exemplares

Manual Prático de Delinqüência Juvenil

Na página da Biblioteca existe a descrição de cada um destes textos. Ou quase isso.

É, meus caros, após muito tempo vivendo na base do acesso discado, finalmente tenho banda larga aqui em casa. Infelizmente, não posso dizer que isso significa mais posts em curto prazo, mas a longo prazo com certeza.

Não tenho muito a declarar, apenas que estou feliz em poder acessar a rede sem grandes problemas…

12-5 18-9-13-19-14 2-1-18-19-1-13-19-5 6-5-11-9-23 15-14-17 19-5-17 18-9-4-14 3-14-13-21-9-4-1-4-14 15-1-17-1 5-18-19-5 3-9-17-3-20-11-14 4-5 1-13-9-21-5-17-18-1-17-9-14 4-14 14-17-k20-19-3-9-4-9-14, 5 9-7-20-1-11-12-5-13-19-5 6-5-l1-9-23 15-5-11-14 20-12 1-13-14 4-5 11-1-18-1-13-8-1.

5-20 3-14-13-8-5-3-14 8-1 2-1-18-19-1-13-19-5 19-5-12-15-14 1 3-1-2-1-l1-1 4-14 14-k20-17-19-3-9-4-9-14 5-12 12-1-18-18-1 15-1-17-1 1-4-14-17-1-4-14-17-5-18 4-5 11-1-18-1-7-13-1, 12-1-18 18-14 17-5-3-5-13-19-5-12-5-13-19-5 6-20-9 12-5 4-1-17 3-14-13-19-1 4-14 3-14-13-19-5-20-4-14- 4-5-11-1. 6-20-3-5-9 2-1-18-19-1-13-19-5 15-5-11-1-18 15-1-7-9-13-1-18 4-14 2-11-14-7, 11-9 21-1-17-9-1-18 3-14-9-18-1-18 16-20-5 14-18 17-5-21 15-5-19-5-17-18-14-13 3-5-k5-12-15, 18-1-13-19-1-20-12 5 3-1-13-5-4-14 5-18-3-17-5-21-5-17-1-12, 19-17-1-4-20-23-9-17-1-12 5 1-4-1-15-19-1-17-1-12. 17-5-3-14-13-8-5-3-14 14 14-17-k20-19-3-9-4-9-14 3-14-12-14 20-12-1 4-1-18 12-1-9-14-17-5-18 5 12-5-11-8-14-17-5-18 3-1-2-1-l1-1-18 4-9-18-3-14-17-4-9-1-13-1-18 2-17-1-18-9-l1-5-9-17-1-18, 5 3-14-12 20-12-1 15-17-14-4-20-3-1-14 5-13-14-17-12-5.

20-12-1 15-17-14-4-20-3-1-14 5 19-1-13-19-14, 15-14-17 6-1-11-1-17 13-5-11-1. 5 19-20-4-14 13-14 3-20-17-19-14 15-17-1-23-14 4-5 20-12 1-13-14. 1-11-7-20-12-1-18 3-14-9-18-1-18 3-14-12-14 1 15-5-17-6-5-9-19-1 19-17-1-4-20-3-1-14 4-5 20-12- 11-9-21-17-14 4-5 13-5-14-11-14-7-9-18-12-14-18 5-12 9-13-7-11-5-18 9-13-21-5-13-19-1-4-14-18 15-14-17 4-14-20-7-11-1-18 1-4-1-12-18 5 10-14-8-13 11-11-14-y4 18-1-14 21-5-17-4-1-4-5-9-17-1-18 15-5-17-14-11-1-18- 15-1-17-1 1 3-14-12-20-13-9-4-1-4-5 4-9-18-3-14-17-4-9-1-13-1 5 9-13-19-5-11-5-3-19-20-1-11 5-12 7-5-17-1-11.

3-14-13-19-9-13-20-5-12 14 2-14-12 19-17-1-2-1-11-8-14 , 5 18-1-11-21-5 5-17-9-18!

1-7-14-17-1 15-1-18-18-14 1 2-14-l1-1- 15-1-17-1 14 13-1-4-1 15-5-13-18-9-19-9-21-14!, 15-1-17-1 16-20-5 5-18-19-5 5-18-3-17-5-21-1 18-20-1-18 9-12-15-17-5-18-18-14-5-18 1-3-5-17-3-1 14 14-17-k20-19-3-9-4-9-14 5-12 12-1-18-18-1 15-1-17-1 1-4-14-17-1-4-14-17-5-18 4-5 11-1-18-1-7-13-1. 1-9 21-1-9: 1 1-13-14 2-9-18-18-5-22-19-14

6-5-11-9-23 1-13-9-21-5-17-18-1-17-9-14!

ao som da Sinfonia número cinco em C menor, primeiro movimento “Allegro con brio”, de Beethoven

É com grande felicidade que posto um dos mais importantes comunicados desta Cabala. Só hoje, dia 5 da Discórdia de 3174 YOLD é que venho lhes comunicar que o primeiro Principia Discordia artesanal desta Cabala, apesar de eu possuir este desde o dia 65 da estação que passou.

Como um bom discordiano, estou disponibilizando para vocês os fotolitos que usei para imprimir o livro, bem como algumas fotos inéditas da criança. Que fique claro que qualquer um que se dispuser a imprimir e encadernar o Grande Livro da Iluminação Eresiana está sujeito ao contado direto com muitos fnords, o que torna o processo extremamente perigoso se não for feito com cautela.

Agora, as fotos.

Principia 1 Principia 2 Principia 3

Principia 5 Principia 4

E o arquivo para você baixar e imprimir seu próprio livro: link

Ao som da Sinfonia número nove, opus 125 em dó menor, de Ludwig van Beethoven. Quarto movimento, Presto – Allegro assai.

Há algum tempo eu estava conversando com um colega discordiano e o assunto se voltou para a “essência do discordianismo” – ou melhor, para aqueles que não a entendem. Vou me explicar: o discordianismo, num certo sentido, é um absurdo. Isso porque a meta dele é dizer para as pessoas, por meio do humor muitas vezes ácido, que elas devem “ser você mesmo”.

Não que isso seja algo novo. Todos os filmes bestas que nos rodeiam têm uma cena onde um garoto A apaixonado por uma garota B pede conselho a alguma amiga de B, geralmente a C (se o gênero do filme for “adolescentes estadunidenses” a garota C gosta de A; se for uma comédia romântica, C é besta e sem sentimentos além do “toma que dê certo”). C diz ao garoto que ele “seja você mesmo”.

Só que esta frase é, podem crer, deturpada neste contexto. Não tem o sentido que deveria ter, isto é: “se é sádico, seja sádico, se estranho, sê estranho (et cetera)”; e geralmente vem complementada pelo “haja naturalmente”. Quem é estranho pode agir naturalmente sendo ele mesmo? É algo pra se pensar. Num certo sentido não, pois o “agir naturalmente” é julgado pelos outros.

O discordianismo traz o seja você mesmo de forma oculta, muitas vezes. A quinta regra do pentbarf (ou pentarroto, na edição brasileira do Papa Ibrahim Cesar) diz que “Um Discordiano é Proibido de Acreditar Naquilo Que Lê”. Vamos analisar a implicação primeira da regra – sem nos aprofundamos nas outras leituras e atitudes que podem surgir dela. Se você não pode acreditar naquilo que lê, logo deve confrontar as informações que encontrar com suas experiências, com outras leituras, tirar a prova real. Não que todos os textos e autores sejam mentirosos em potencial – é que você pode ter sua própria visão da coisa discutida, e isso é saudável. No final, você está sendo você mesmo, isto é, não se limitando pela visão de mundo dos outros.

Há outro momento muito forte que afirma o individualismo no Principia Discordia. É o cartão de papa. “Todo homem, mulher e criança nesta Terra é um genuíno e autorizado Papa”. Se formos todos papas, o respeito deve ser mútuo, já que papas devem ser tratados bem. Isso garante que o individualismo de um não vá ferir o de outro. Complementando isso, o Grande Livro diz que A Deusa pode ter outros planos para você se sua visão do discordianismo se distanciar daquela apresentada.

O fato é que tem gente que não entendeu muito bem isso. Aliás, tem gente que não entendeu nada disso. Quando você começa a louvar Éris, a levar a sério os “mistérios eresianos”, achando que o discordianismo é uma “cultura do contra”, você pode estar enganado. Pode ser que o calendário discordiano, ou mesmo Éris não façam parte de sua subjetividade, mas aí entra outra característica da religião: o mindfuck. É algo que daria discussão enorme, por isso não vou falar nada sobre ele agora. O que quero que procurem entender é que o discordianismo não é uma religião, muito menos uma filosofia, nem uma piada – e é tudo isso ao mesmo tempo. Assim, louvar A Deusa não é algo que fará de você um discordiano, apesar de a maioria deles louvarem-na. Vejam o Black Iron Prison – é um projeto que não fica citando Éris a todo o momento. E nem por isso deixa de ser discordiano.

Ora, o conselho desta Cabala e deste Papa Reverendo é que os supostos “filhos de Éris” procurem algo que lhes sirva mais, como o neo-paganismo do Black Metal; e que achem que tudo isso de cantar sobre Thor, Odin, Loki e as Valquírias é novo, ignorando Wagner e o Anel dos Ninbelungos.